top of page

Conteúdo, fotografia e relevância


Para superar o barulho da concorrência, você deve se comunicar de maneira que forneça informações valiosas e oportunas altamente personalizadas. Isso é completamente o oposto de publicar insanamente conteúdo aleatório sobre seus produtos, serviços ou marca. Não é sobre criar toneladas de histórias de 5 em 5 minutos em suas redes sociais, website, email... Ser relevante e superar a concorrência é atingir seu público de uma forma que pareça natural e orgânico.


Diga o que o seu cliente quer ouvir sobre seu negócio, produto ou serviço. Sem ser chato, insistente, repetitivo. Se você conseguir fazer isso, você estará sempre em destaque em qualquer algoritmo.


Legal, como crio essa relevância? Aprimore seu conteúdo de maneira eficaz.


Os clientes não estão próximos de nós todos os dias, mas estão conectados em diversas plataformas. E são nestas plataformas que eles são literalmente abordados por textos e imagens.


Falando de imagem


Aprimorar as imagens significa fotografar sua empresa, seu produto ou serviço, seus processos e curiosidades que são reconhecidos como chave pelo seu cliente, para que assim ele reconheça você através de sua imagem e leia seu conteúdo. Sim, realizar uma sessão fotográfica para compor um banco de imagens personalizado é a melhor solução e é mais barato que ficar comprando imagens aleatórias de empresas do segmento (veja este artigo).


"Ah, e por que não adianta usar imagens prontas de empresas que oferecem lindas fotos prontas para que eu utilize na minha comunicação?" Os clientes já sabem identificar quando uma foto foi feita na sua empresa e para sua empresa, não adianta querer enganá-los. O sentimento de arrependimento vai bater quando ele for visitá-lo por conta de uma falsa imagem e será pior: ele pode nunca mais voltar.


Você já deve ter comparado uma foto de um cardápio com o prato que recebeu, não é? O que sentiu? Isso é a tal dissonância cognitiva: uma incoerência entre as atitudes ou comportamentos que acredita serem certos e o que realmente é praticado.


Foto produzida para restaurante anunciar seu catálogo no Rappi e iFood.

Falando de conteúdo


Aqui vem meu primeiro alerta: nunca dependa do retorno exclusivo de uma única plataforma. É igual ao banco: você coloca todo seu dinheiro em uma única instituição? Mais uma analogia: lembra o que aconteceu na pandemia com os negócios que dependiam exclusivamente do formato presencial para vender? Diversifique suas plataformas de comunicação. Se você já está funcionando em uma rede social, o que acha de testar outra? Lembre-se de que esta rede deve fazer sentido para seus clientes.


Vamos para dicas mais práticas:


1. Saiba quem é seu público: estudar sobre ele ajuda a decidir quais tipos de conteúdo terão melhor desempenho. Também pode ajudá-lo a escolher as plataformas de redes sociais certas para usar. Nem todas as empresas terão sucesso em todas as plataformas. Por exemplo, as empresas B2B tendem a ter bom desempenho no LinkedIn, enquanto marcas de e-Commerce têm bom desempenho no Instagram e no TikTok. Talvez seu público odeie as redes sociais, então seria melhor oferecer uma comunicação mais esporádica por email.


Faça um exercício e pense sobre seu cliente:

  • Qual a sua idade?

  • Qual o gênero?

  • Qual o nível de escolaridade?

  • Qual a renda?

  • Quais são seus interesses?

  • Onde eles vivem? (bairro, cidade, estado, país)


Conhecer seu público pode ajudá-lo a desenvolver personas de comprador, permitindo que você crie um plano de conteúdo que aumentará o envolvimento.


2. Monitore seus principais indicadores: todas as suas iniciativas de negócios e marketing precisam ser medidas para que você perceba o resultado ou simplesmente saiba quando parar. Pense no que é relevante para seu negócio, veja estas sugestões:

  • Vendas no período (o faturamento aumentou desde que comecei?)

  • Aumento de tráfego (tive mais visitas físicas e/ou virtuais?)

  • As pessoas interagiram mais com meu conteúdo?


3. Olhe para seus concorrentes: se seus concorrentes já estão usando as redes sociais, verifique seus perfis para ver quais tipos de conteúdo estão funcionando bem para eles. Afinal de contas, você tem o mesmo público-alvo, então os tipos de postagens que funcionam bem para eles provavelmente terão um bom desempenho para você. No entanto, sempre torne suas publicações únicas. Nunca roube designs nem textos de um concorrente.


4. Olhe para marcas que você admira: siga, guarde, colete todo conteúdo de marcas (do seu segmento ou outros segmentos) que você gosta e que farão sentido para o seu público e negócio. Por exemplo, se você gosta de um blog, considere os temas que você pode abordar nas redes sociais para aumentar a interação. Você pode adaptar diferentes tipos de conteúdo, criando novos conteúdos a partir deles. Por exemplo, postagens em blogs podem ser facilmente transformadas em um infográfico ou texto curto como curiosidades.


5. Crie um plano de conteúdo: você provavelmente não tem conteúdo ou recurso suficiente para criar publicações, então é preciso montar um plano. Você não precisa ser um designer nem contratar um. Você pode usar ferramentas da própria plataforma ou alguma gratuita para criar conteúdo único sem contratar um designer. Reserve um tempo todos os meses para desenvolver conteúdo para o próximo mês, para ter sempre algo preparado caso o conteúdo acabe e use o poder das fotos criadas para o seu negócio.


Você também pode utilizar o conteúdo que seus seguidores e clientes criam para você. O conteúdo gerado por eles possibilita que você peça aos seus seguidores e clientes que enviem fotos e vídeos deles usando os produtos.


6. Crie um calendário: isso irá ajudá-lo a planejar com antecedência, o que ajuda a economizar tempo. Além disso, evita que você perca alguma data especial ou comemorativa. Se você planeja postar nas redes sociais diariamente, considere o uso de uma plataforma de gestão de redes sociais que permita agendar postagens em todas as suas plataformas em um único lugar.


7. Avalie o conteúdo publicado: determine quais conteúdos têm bom desempenho e obtenha o maior envolvimento entre seu público. Você pode se surpreender com suas descobertas, por isso encontre uma maneira de acompanhar curtidas, comentários e tráfego da web para utilizar sempre os tipos mais eficazes de conteúdo em seu plano de conteúdo de redes sociais.



A Vespa queria oferecer um material rápido para os vendedores enviarem detalhes das motocicletas por WhatsApp.

Falando de relevância


Agora, transforme imagem personalizada e conteúdo adequado em relevância. Para ajudá-lo ainda mais eu separei 12 tipos de conteúdo para você explorar. Quando construir o seu plano de comunicação e conteúdo, utilize estes tipos para variar suas publicações:

  1. Postagens escritas, blogs, artigos, guias, entre outros;

  2. Livros eletrônicos (e-books);

  3. Links para conteúdo externo;

  4. Imagens;

  5. Videos;

  6. Stories em fotos ou videos;

  7. Lives;

  8. Infográficos;

  9. Depoimentos e avaliações;

  10. Anúncios pagos;

  11. Concursos;

  12. Festividades.

Esta escola de Wing Suit (paraquedismo) queria apresentar e incentivar inscrições para seus dias de treino monitorado.

Comments


bottom of page